Imprimir esta página
sexta, 16 agosto 2019 15:18

Investimentos nas infraestruturas são fundamentais para o contínuo desenvolvimento do setor agrícola nos Açores, afirma João Ponte

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, no Faial, que os investimentos nas infraestruturas são fundamentais para o contínuo desenvolvimento do setor agrícola e para criar igualdade de oportunidades em todas as ilhas, assegurando que este é um caminho que o Governo dos Açores vai continuar a trilhar.

 

“Dotar os agricultores açorianos de bons acessos às explorações, bem como de água e de luz, é contribuir para o desenvolvimento do setor, para tornar as explorações mais competitivas, eficientes e rentáveis”, referiu João Ponte, acrescentando que estes são três exemplos de infraestruturas fundamentais para que a agricultura nos Açores possa continuar a crescer e ser cada vez mais sustentável.

 

O governante falava no final de uma visita às obras de construção e de beneficiação do caminho agrícola da Fligueira, no Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) Cedros/Salão, que representa um investimento superior a 350 mil euros e que prevê a intervenção numa extensão de cerca de dois quilómetros, beneficiando 200 hectares de superfície agrícola útil.

   

Para João Ponte, este investimento no Faial, localizado numa área por excelência de produção de leite, além de representar uma mensagem muito clara de confiança no futuro, contribui para reduzir custos de produção e demonstra que, para o Governo Regional, todas as ilhas e todos os agricultores são alvo de atenção e do investimento público, independentemente da dimensão, do número de agricultores ou do peso económico do setor no contexto regional.

 

“Apesar do Faial representar 2% da produção regional de leite e 7% da produção regional de carne, o Governo dos Açores está investir nesta ilha, aplicando, só este ano, cerca de 700 mil euros no reforço e na melhoria das infraestruturas agrícolas”, frisou João Ponte.

 

O governante revelou ainda que, só nesta legislatura, foram investidos nos Açores mais de 25 milhões de euros na modernização das infraestruturas agrícolas, nomeadamente na beneficiação de caminhos, no abastecimento de abastecimento de água e na eletrificação de explorações.

 

João Ponte reconheceu que os fundos comunitários, que têm permitido, por exemplo, a construção destas infraestruturas, têm sido essenciais no processo de desenvolvimento e modernização da agricultura nos Açores, mas também destacou a forma como estas verbas têm sido bem aplicadas, apontando o caso do programa PRORURAL+, que atingiu em julho uma taxa de compromisso de 86% e uma taxa de execução de 59%. 

 

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas considerou também que este tipo de investimentos em infraestruturas deve servir de estímulo para que o setor agrícola possa continuar a crescer, também na ilha do Faial e, em especial, na produção de leite.

 

“Cada ilha tem a sua própria especificidade e, no caso particular do Faial, é essencial aumentar a produção de leite para que a CALF consiga melhorar o seu desempenho e a sua rentabilidade”, afirmou João Ponte, acrescentando que, por isso mesmo, foi contemplada na proposta de alteração ao programa POSEI para 2020, no Prémio aos Produtores de Leite, um apoio suplementar de dois cêntimos por litro pela produção acrescida e manteve-se a isenção de eventuais rateios nos primeiros 150 mil quilos de leite produzido.

 

O Governo Regional considera que ambas as medidas, que também se aplicam no Pico e nas Flores, serão um estímulo importante ao crescimento da produção de leite nessas ilhas.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs

Itens relacionados