Radio Atlântida

quarta, 14 agosto 2019 11:11

Guardas florestais são essenciais ao desenvolvimento da política florestal nos Açores, afirma João Ponte

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, em Ponta Delgada, que os guardas florestais são essenciais para o desenvolvimento da política florestal nos Açores, desde logo pelas suas responsabilidades ao nível da vigilância, da fiscalização e da implementação da estratégia da gestão sustentável da floresta.

 

“Estamos a falar de uma classe profissional que, diariamente, está no terreno e dá um contributo muito grande na preservação da floresta, no acompanhamento de trabalhos de reflorestação, no levantamento de autos de notícia por infrações e na fiscalização das questões ligadas à caça”, salientou João Ponte, que falava à margem de um módulo de formação de novos guardas florestais.

 

João Ponte considerou ainda que os guardas florestais também são fundamentais no processo de construção e manutenção de caminhos florestais, sendo que, só a Direção Regional dos Recursos Florestais, tem a seu cargo uma rede de 1.419 quilómetros, metade dos quais pavimentados, cujos investimentos nos últimos cinco anos permitiram beneficiar cerca de 12.700 explorações agrícolas.

 

  

Para dar cumprimento a todas estas missões, o Governo Regional reforçou o número de guardas florestais no arquipélago com a entrada de 12 novos elementos, o que corresponde a uma renovação geracional de quase 19% nesta classe profissional.

 

“A carreira dos guardas florestais é aliciante, desafiadora e merecedora de grande reconhecimento cívico, pelo que é com muita satisfação que o Governo Regional assiste à formação destes novos profissionais, que vão contribuir, certamente, para a promoção e defesa da floresta açoriana nas várias ilhas”, afirmou o Secretário Regional.

 

Entre os 109 candidatos que concorreram ao concurso público para guardas florestais foram admitidos 14, mas registaram-se duas desistências, pelo que apenas 12 estão a frequentar esta formação.

 

“Trata-se de uma formação com uma componente teórico e outra prática, muito útil para o cabal desempenho das funções destes novos profissionais, com duração de seis meses cada uma, sendo que a conclusão está prevista para agosto de 2020", revelou João Ponte, acrescentando que, no total, estão em causa 970 horas de formação, ao longo de 132 dias.

 

Com a entrada ao serviço destes novos profissionais, os Açores passam a contar com 65 guardas florestais, sendo 54 homens e 11 mulheres, com uma média etária de 42 anos.

 

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas revelou ainda que, em breve, será aprovado em Conselho de Governo o novo regime jurídico para regular a atividade de polícia florestal, um processo que contou com a auscultação dos guardas florestais e do seu sindicato.

 

“A regulação do exercício das funções de polícia florestal comporta aspetos complexos e sensíveis, como seja o poder de autoridade, o uso da força e o porte de arma, que exigiram muita reflexão e ponderação jurídica”, afirmou João Ponte, acrescentando que o objetivo de todo este processo é regular o exercício desta carreira na Região.

 

A carreira profissional de guarda florestal foi iniciada no arquipélago em 1948, aquando da instalação dos Serviços Florestais na Região, com o objetivo de implementar a lei que submetia ao regime florestal os baldios mais próprios para a cultura florestal.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores