Radio Atlântida

quinta, 16 março 2017 23:02

Região vai ter novos instrumentos para reforçar empregabilidade

Região vai ter novos instrumentos para reforçar empregabilidade Gacs

O Presidente do Governo anunciou hoje, na Horta, a criação de três novos instrumentos de reforço das condições de empregabilidade dos Açorianos, bem como da estabilidade de emprego nas empresas privadas da Região.

 

“Em primeiro lugar, temos a iniciativa ‘Fomento da Integração Laboral e Social’, a qual estabelece o apoio a que os trabalhadores integrados nos programas RECUPERAR, PROSA, SEI e BERÇO DE EMPREGO sejam contratados por entidades privadas”, adiantou Vasco Cordeiro, que falava na Assembleia Legislativa, no encerramento do debate das propostas de Plano e Orçamento para este ano.

 

Na sua intervenção, o Presidente do Governo anunciou ainda a criação da iniciativa ‘Estabilidade Laboral Permanente’, que incide sobre a conversão de contratos inseridos em programas de fomento da empregabilidade que atualmente sejam a prazo, para contratos permanentes, sem termo.

 

“Temos, também, a medida de criação de um estágio profissionalizante que contribua para inserção no mercado de trabalho dos Açorianos que completem a formação de adultos, nomeadamente no âmbito do programa REATIVAR”, salientou.

 

No final de três dias de debate parlamentar, Vasco Cordeiro frisou que, neste “trabalho de futuro”, uma das prioridades é o crescimento económico e a criação de emprego, mobilizando um “conjunto muito vasto de recursos e de medidas para ajudar a economia na sua capacidade de criar emprego e de criar riqueza”.

 

“O nosso desafio já não é apenas o da criação de emprego, mas também que o emprego seja cada vez mais seguro e melhor remunerado”, afirmou.

 

Vasco Cordeiro salientou que, no âmbito da promoção das condições para que a economia açoriana seja cada vez mais caraterizada pelo empreendedorismo e pela inovação, o Governo pretende criar uma Rede Açoriana de Mentores, um mecanismo de apoio e de aconselhamento aos empreendedores por profissionais de créditos firmados em diversas áreas de atividade que podem ajudar na implementação de novos projetos empresariais.

 

Além disso, o Executivo Açoriano vai operacionalizar o chamado ‘Vale Incubação Açores’, que constitui um apoio ao empreendedorismo e às empresas que se instalem em incubadoras de empresas, municipais ou regionais, e que têm um crédito para as despesas inerentes ao início da sua atividade.

 

No âmbito da agricultura, a par dos investimentos que continuarão a ser feitos em termos de infraestruturas (caminhos, água e luz) e da competitividade global do setor, (Marca Açores, acesso a mercados e promoção), Vasco Cordeiro garantiu que será colocado um particular cuidado e exigência na evolução dos mercados internacionais do setor dos laticínios e na repercussão dessa evolução no preço do leite pago ao produtor.

 

Relativamente às pescas, anunciou que se prevê arrancar com “uma experiência piloto em Rabo de Peixe, em São Miguel, e em São Mateus, na ilha Terceira, as duas maiores comunidades piscatórias da Região”.

 

“O objetivo é, através da Rede Valorizar, por em prática um plano de dupla certificação que permita, simultaneamente, a escolarização dos pescadores e a atribuição da Cédula Marítima”, afirmou, acrescentando que “estão igualmente previstas atividades formativas de curta duração para pescadores e armadores que permitam a reciclagem e atualização de conhecimentos”.

 

Ainda no domínio da atividade e do desenvolvimento económico da Região, o Governo está consciente da importância que assumem os fundos comunitários, bem como o facto de se estar, sensivelmente, a meio do atual período de programação de fundos comunitários.

 

 “Considero, por isso, ser este o tempo de iniciarmos já a preparação das posições negociais da Região, bem como da nossa abordagem quanto àqueles que devem os objetivos e prioridades do novo período de programação financeira a nível europeu e, em especial, aquele que deve ser o futuro da Política de Coesão, no horizonte pós 2020”, afirmou.

 

“Gostaria, por isso, de anunciar que, durante o segundo semestre do corrente ano, promoveremos a realização de encontros e convidaremos os partidos políticos e parceiros sociais para esse trabalho de planeamento, de preparação da participação dos Açores nos trabalhos de definição do novo Quadro Comunitário de Apoio após 2020”, acrescentou o Presidente do Governo.

 

Vasco Cordeiro destacou, por outro lado, a importância de mobilizar todos os instrumentos ao dispor para os objetivos da criação de riqueza e de criação de emprego na Região.

 

“Um desses instrumentos é o setor público empresarial e, em concreto, a sua capacidade, não só de satisfação de necessidades coletivas, mas também a de contribuir para desenvolvimento económico dos Açores”, afirmou, adiantando que, durante o corrente ano, o Governo lançará um amplo processo de análise e avaliação de todas as participações, diretas e indiretas, da Região no capital social das empresas públicas, tendo vista definir, como referiu na campanha eleitoral, em função do interesse público, a sua reestruturação.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores