Imprimir esta página
sexta, 01 março 2019 16:42

Aposta do Governo na qualificação potencia a empregabilidade dos Açorianos

Aposta do Governo na qualificação potencia a empregabilidade dos Açorianos Gacs

A Diretora Regional do Emprego e Qualificação Profissional salientou hoje, em Ponta Delgada, a importância do processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC) dos Açorianos, considerando que é “essencial para todos aqueles que querem vencer o desafio da empregabilidade”, independentemente da carreira profissional.

 

“Merece destaque especial a formação e qualificação de militares, porque fomenta o prosseguimento na carreira militar ou nas forças de segurança, por um lado, e promove o sucesso da sua futura integração no mercado de trabalho, por outro”, afirmou Paula Andrade, que falava no Campo Militar de São Gonçalo, à margem da cerimónia de abertura de mais três turmas, abrangendo 43 adultos, de RVCC de nível secundário.

 

“A abertura destas novas três turmas vem reforçar, uma vez mais, a colaboração entre o Governo dos Açores e o Exército Português”, disse a Diretora Regional, acrescentando que, ao abrigo da mesma, “já foram certificados 100 militares a prestar serviço na Região, dos quais 40 com o 9.º ano e 60 com o 12.º ano”.

 

  

O processo de RVCC visa a melhoria dos níveis de certificação escolar dos adultos que não possuam o nível básico ou secundário de escolaridade, numa perspetiva de aprendizagem ao longo da vida, permitindo não só a sua valorização pessoal, social e profissional, mas também o prosseguimento de estudos/formação.

 

A Diretora Regional salientou a “grande aposta” do Executivo na capacitação dos Açorianos tendo em vista a criação de “emprego cada vez mais estável e melhor remunerado”.

 

“A aposta na formação e qualificação dos Açorianos, bem como as medidas que temos vindo a implementar de apoio à contratação, de inserção socioprofissional ou de inserção na vida ativa, através do Estagiar, irão contribuir, estou certa, para consolidar o atual ciclo de desenvolvimento económico e social dos Açores”, frisou Paula Andrade.

 

No âmbito da Rede Valorizar foram certificados no ano passado 1.580 adultos, sendo que, desde a sua criação, em 2009, esta rede já certificou cerca de 11.500 adultos.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs

Itens relacionados