Radio Atlântida

terça, 22 janeiro 2019 15:10

Promoção do queijo dos Açores tem sido feita em múltiplas dimensões, assegura João Ponte

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que a promoção do queijo de São Jorge, em particular, e dos produtos lácteos açorianos, em geral, tem vindo a ser feita em múltiplas dimensões, no país e no estrangeiro, contribuindo para a notabilização dos produtos e a abertura de novos mercados, que vão muito para além de uma campanha de marketing em contínuo.

 

“Quem trabalha com os mercados sabe muito bem que a notoriedade, a conquista de novos mercados e a valorização de uma marca não se consegue com campanhas de marketing em contínuo. As campanhas são importantes, mas primeiro é preciso estudar os mercados alvo, a eventual aceitação do produto, escolher os meios, o público alvo, garantir o financiamento e só depois vem a campanha”, referiu João Ponte.

 

O governante falava à margem de uma reunião com a Direção da União de Cooperativas Agrícolas de Lacticínios de São Jorge (Uniqueijo), no primeiro dia da visita estatutária do Governo à ilha de São Jorge.

 

 

João Ponte frisou que foi esta a estratégia seguida pela Uniqueijo quando lançou uma campanha de marketing a nível nacional, que foi apoiada pelo Governo dos Açores.

 

Não menos importante é também o trabalho de parceria entre o Governo dos Açores e a Uniqueijo para a abertura de novos mercados, que sejam capazes de valorizar mais o queijo de São Jorge, bem como o trabalho desenvolvido pela SDEA, com a presença em múltiplos certames e no âmbito da Marca Açores.

 

Para João Ponte, o papel da Confraria do Queijo de São Jorge e a presença anual dos Açores no concurso nacional de queijos são outros bons exemplos das diferentes dimensões da promoção que tem sido feita do queijo de São Jorge.

  

O Secretário Regional destacou também a campanha de promoção do queijo dos Açores que será promovida pelo Centro Açoriano de Leite e Lacticínios (CALL) no Canadá, durante três anos, conjugada com o novo acordo CETA, que será “uma grande oportunidade para os queijos dos Açores reforçarem a sua presença no mercado do Canadá”.

 

“A campanha de marketing, por si só, não resolve nada. É preciso que as indústrias se preparem e trabalhem os mercados nas suas múltiplas oportunidades”, considerou o governante, alegando que é, deste modo, que se aumenta o rendimento, “através da valorização do queijo, que é fundamental para a sustentabilidade da agricultura e setor leiteiro na Região”.

 

João Ponte destacou também o projeto da Uniqueijo, aprovado no âmbito do PRORURAL+, que visa a valorização do leite de São Jorge, através da introdução de ajustamentos inovadores com implantação de linha de fabrico, cura/armazenamento e embalamento do queijo produzido.

 

“Os objetivos são o reforço da capacidade de armazenamento/cura e acabamento de queijo São Jorge e Ilha, a redução do impacto ambiental e a adequação à norma FSS22000, acompanhado de adequação da produção embalada em porções de menor peso e aposta em queijo DOP com maior tempo de cura, além do alargamento dos respetivos mercados”, disse João Ponte, acrescentando que o investimento aprovado foi de cerca de 916 mil euros.

 

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas procede hoje também à entrega de 35 diplomas aos formandos dos cursos de Iniciação à Vitivinicultura e Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos”, um momento simbólico que marca o culminar de várias horas de formação.

 

“Os agricultores que apostam na sua formação ficam mais bem preparados para darem respostas aos desafios do setor, para tornarem as suas explorações mais eficientes, mais competitivas e mais rentáveis”, afirmou João Ponte, que apelou a todos os agricultores e aos técnicos para que invistam na formação ao longo da sua vida ativa.

 

Especificamente sobre a formação de aplicadores de produtos fitofarmacêuticos, João Ponte considerou ser muito importante, pois permite aos formandos ter maior consciência e conhecimento sobre os cuidados a ter no manuseamento dos produtos fitofármacos e a forma correta de os aplicar, contribuindo para garantir a produção de produtos com qualidade, que respeitam a segurança alimentar e reforçam a confiança dos consumidores nos produtos dos Açores.

 

Em 2019, o Governo dos Açores vai investir 325 mil euros em ações de formação, envolvendo 2.100 formandos, sendo que para a ilha de São Jorge estão previstos 24 cursos, envolvendo 530 formandos.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores