Radio Atlântida

quarta, 09 janeiro 2019 10:07

Orçamento para 2019 prejudica Universidade dos Açores

Orçamento para 2019 prejudica Universidade dos Açores UAc

O reitor da Universidade dos Açores (UAc) faz “uma apreciação negativa” do Orçamento do Estado para a instituição, que é de 21 milhões euros. Segundo João Luís Gaspar, há um défice de 800 mil euros.

 

 

O responsável que falava, à Atlântida, no âmbito do 43.º aniversário da academia açoriana, referiu que este défice vai prejudicar, em especial, a área da investigação. 

 

“Tenho tido a oportunidade de sublinhar que ele apresenta, à partida, um défice da ordem dos 800 mil euros”, disse João Luís Gaspar, explicando que “as alterações legislativas que permitem a progressão na carreira e as revalorizações remuneratórias de docentes investigadores, que permitem, também, o apoio ao estímulo do emprego científico e, finalmente, à integração de trabalhadores precários, feitas as contas, para o caso concreto, da Universidade dos Açores, vai custar cerca de 800 mil euros, em 2019”, acrescentando que “o Orçamento do Estado, nos termos em que foi aprovado, não contempla verba para tal”. O reitor afirma que “esta é uma apreciação negativa que fazemos do Orçamento do Estado”. 

  

João Luís Gaspar falou, ainda, dos subfinanciamentos no ensino superior que têm criado “grandes constrangimentos às instituições” e que se refletem “na estratégia de desenvolvimento que as universidades e os institutos politécnicos têm vindo a traçar”, tendo afirmado que “a Universidade dos Açores não foge à regra”.

 

“Eu diria que, sem uma alteração concreta da visão nacional do ensino superior, não vai ser possível às universidades cumprirem a sua importante missão, no que diz respeito ao desenvolvimento económico e social do país”, afirmou o reitor. João Luís Gaspar referiu que “esta é uma realidade que o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas têm vindo a sublinhar e que está, este ano, em discussão ao nível da Convenção Nacional do Ensino Superior, na qual participam as várias universidades do país e, naturalmente, a Universidade dos Açores, terá um papel relevante, em particular, no que diz respeito, à defesa dos interesses das universidades insulares”. O responsável pela academia açoriana salientou que “a Universidade dos Açores tem, aliás, vindo a sublinhar a necessidade do Governo da República traçar um programa de desenvolvimento do ensino superior em Portugal, baseado naquilo que é um programa de financiamento plurianual, acordado com as diferentes universidades e adequado às respetivas realidades”.

 

Sobre o balanço do seu mandato, o reitor da UAc afirmou que um dos objetivos que a sua equipa  reitoral tem é o de “pugnar pela qualidade do ensino e da investigação da universidade”, colocando aquela academia nos “rankings nacionais e internacionais”, salientando que isso “é com base na diferenciação das atividades que desenvolve” e que se versam sobre “o Atlântico, as ilhas e as atividades marítimas”.

 

Falou, ainda, da reforma que a instituição sofreu nos últimos quatro anos que passou de uma “estrutura departamental para uma estrutura de faculdade e escolas superiores”, havendo, com isso, uma grande reorganização e reestruturação da suas linhas de ação, bem como dos próprios órgãos. 

 

Consolidar este novo projeto da UAc com as potencialidades dos três polos da academia açoriana é um dos objetivos. No caso de Ponta Delgada, pretendem incentivar todas as áreas  da  ciência e tecnologia, da economia e gestão, das ciências sociais e humanas e da Escola Superior de Saúde. No polo da Terceira prevalece a competência científica e de formação ao nível das Ciências Agrárias, do Ambiente e da Escola Superior de Saúde. Já no Faial, pretendem dar continuidade ao projeto relacionado com as Ciências do Mar.

 

O reitor falou, ainda, dos desafios para este ano.

 

“Ao longo de 2019, a universidade, para além dos grandes desafios de caráter geral, tem, depois, algumas linhas de orientação que importa vir a implementar em 2019”, disse o reitor. João Luís Gaspar adiantou que “refiro-me a alguns aspetos que estão no plano de ação e que se prendem, fundamentalmente, com a adequação do novo sistema de avaliação de desempenho de docentes, investigadores e estudantes na academia açoriana, adequando, naturalmente, à nova lógica de estrutura universitária que temos; a aprovação das diferentes grandes áreas científicas e, sobretudo, o lançamento das bases necessárias para a progressão de carreira dos docentes e investigadores da universidade”. 

 

A Universidade dos Açores comemora, hoje, o seu 43.º aniversário e vai ser celebrado, a partir das 10h00, na Aula Magna do Campus de Ponta Delgada. 

Informação Adicional

  • Fonte: Rádio Atlântida
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

  • Desemprego desce 11,1% em dezembro nos Açores
    Desemprego desce 11,1% em dezembro nos Açores A Diretora Regional do Emprego e Qualificação Profissional destacou hoje, em Ponta Delgada, que os dados já publicados pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) “demonstram a trajetória que os Açores têm vindo a…

  • Escola da Mãe de Deus vai ser remodelada e ampliada
    Escola da Mãe de Deus vai ser remodelada e ampliada A Escola da Mãe de Deus, na freguesia de São Pedro, em Ponta Delgada, vai ser alvo de remodelação e ampliação. A assinatura do auto de consignação da obra aconteceu, esta segunda-feira, naquele estabelecimento de…

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores