Radio Atlântida

segunda, 24 setembro 2018 16:27

Governo regional “tenta esconder” responsabilidades financeiras de quase 3.000 milhões de euros

Governo regional “tenta esconder” responsabilidades financeiras de quase 3.000 milhões de euros PSD/Açores

O PSD/Açores denunciou hoje que o vice-presidente do governo regional “tenta esconder” que as responsabilidades financeiras da Região ascendem a quase 3.000 milhões de euros, ao omitir cerca de 1200 milhões de dívidas e outros encargos.

 

“O vice-presidente do governo dos Açores tenta esconder, cada vez com mais dificuldade, que a Região tem quase 3.000 milhões de euros de responsabilidades financeiras, a pagar no futuro pelo orçamento regional, onerando a atual e as futuras gerações”, afirmou António Vasco Viveiros, porta-voz do partido para as áreas de economia e finanças.

 

O deputado social-democrata, que falava após a divulgação, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), da segunda notificação de 2018 relativa ao procedimento dos défices excessivos, salientou que as responsabilidades financeiras totais da Região “são bem superiores ao valor da dívida bruta, dado que esta não inclui a dívida não financeira, as dívidas das empresas públicas que estão fora do perímetro orçamental e as responsabilidades das parcerias público-privadas”.

  

“O vice-presidente bem sabe que os critérios da dívida pública e cálculo do défice que se aplicam aos países da União Europeia são redutores da situação dos Açores, porquanto só consideram a dívida financeira da administração direta e das empresas públicas incluídas no perímetro orçamental”, explicou.

 

Segundo António Vasco Viveiros, a dívida não financeira da administração direta e empresas incluídas no perímetro orçamental ronda os 200 milhões de euros, os passivos das empresas não incluídas no perímetro orçamental (grupos SATA e Lotaçor, SINAGA e Portos dos Açores) ascendem a 400 milhões de euros, enquanto que as responsabilidades das parcerias público-privadas apresentam um valor superior a 600 milhões de euros.

 

“Somar estes valores aos 1.690 milhões de euros de dívida bruta apurados pelo INE perfaz mais de 2.900 milhões de euros, ou seja mais de 70 por cento do PIB. Qualquer governante ou político que não faça esta leitura presta um mau serviço, tentando de forma irresponsável enganar os açorianos”, disse.

 

O deputado porta-voz do PSD/Açores para as áreas de economia e finanças acrescentou que o governo regional “esconde também que a dívida pública cresce em valores anuais na ordem dos 100 milhões de euros, sem a correspondente variação no PIB”.

 

O social-democrata alertou também para o “mau exemplo” das dívidas – superiores a 15 milhões de euros – das empresas públicas regionais à Segurança Social, “quando os privados têm de cumprir escrupulosamente com as suas obrigações”.

 

Para António Vasco Viveiros, o vice-presidente do governo regional “insiste em lançar a dúvida junto da opinião pública, com um conjunto de conclusões que envergonhariam qualquer economista”.

Informação Adicional

  • Fonte: PSD/Açores
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. CLEAN BANDIT feat. DEMI LOVATO
Solo
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. SHAWN MENDES feat. KHALID
Youth
4. ZEDD ft. MAREN MORRIS & GREY
The Middle
5. CALVIN HARRIS feat. DUA LIPA
One Kiss
6. MAROON 5
Cold
7. JONAS BLUE feat. JACK & JACK
Rise
8. KYGO feat. IMAGINE DRAGONS
Born to be yours
9. JAMES ARTHUR
You Deserve Better
10. LIAM PAYNE feat. J. BALVIN
Familiar

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores