Radio Atlântida

quarta, 13 junho 2018 14:59

Propostas do Governo dos Açores para defesa da pesca de atum serão levadas à Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos do Atlântico

Propostas do Governo dos Açores para defesa da pesca de atum serão levadas à Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos do Atlântico Gacs

O Diretor Regional das Pescas afirmou hoje, em Bruxelas, que as propostas do Governo dos Açores para a defesa da pesca de atum serão levadas à ICCAT - Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos do Atlântico.

 

Luís Rodrigues falava à margem de uma reunião com membros do gabinete do Diretor Geral para os Assuntos Marítimos e Pescas (DGMARE) da União Europeia e da Representação Permanente de Portugal Junto da União Europeia (REPER).

 

O Diretor Regional salientou que as propostas apresentadas tiveram “bom acolhimento” por parte da DGMARE e serão levadas às reuniões da ICCAT que se realizam “já no próximo mês de julho”, onde serão discutidos assuntos relacionados com a pesca do atum patudo.

 

 

“Uma das medidas a que foi dada mais atenção foi a proposta de criação de corredores livres de Dispositivos Agregadores de Peixe (FAD)”, referiu Luís Rodrigues, acrescentando que o Governo dos Açores defende também “a discriminação positiva nas possibilidades de pesca para as frotas que utilizam artes de salto e vara, o controlo das licenças a cercadores no Atlântico e ainda a diminuição e controlo de FAD".

 

O Diretor Regional afirmou que a presença de atum nas águas açorianas tem vindo a diminuir nos últimos anos, sendo uma das causas apontadas pelos investigadores a "utilização intensiva” de FAD por diversas frotas ao largo da costa africana, “provocando a mortalidade elevada de juvenis desta espécie e até a alteração das rotas migratórias”.

 

A deslocação do Diretor Regional das Pescas realizou-se a convite do Gabinete de Representação dos Açores em Bruxelas e da Sciaena - Associação de Ciências Marinhas e Cooperação e teve como objetivo discutir assuntos relacionados com a pescaria de atum patudo, dado que este ano, no âmbito da ICCAT, será discutida a quota para esta espécie de atum para os próximos dois anos.

 

Luís Rodrigues salientou que “a pesca de atum, nomeadamente do atum patudo, é de extrema importância para as comunidades piscatórias açorianas, onde impera a arte do salto e vara”, frisando que esta “é uma das formas de pesca mais sustentáveis e com menos impactos ambientais”.

 

O Diretor Regional referiu que esta pescaria tem “uma grande dimensão social”, na medida em que “mais de 75% da frota regional está licenciada para a pesca com a arte de salto e vara”, sendo que “mais de cinco dezenas de embarcações açorianas pescam exclusivamente atum”.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. TOM WALKER
Leave a Light On
2. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
3. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
4. MAROON 5
Girls Like You
5. ZEDD feat. MAREN MORRIS & GREY
The Middle
6. FREYA RIDINGS
Lost Without You
7. L'ARTISTE feat. CAROLIINA
Mafiosa
8. JUICE WRLD
Lucid Dreams
9. JESS GLYNNE
All I Am
10. RUDIMENTAL feat. JESS GLYNNE, MACKLEMORE & DAN CAPLEN
These Days

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores