Radio Atlântida

segunda, 16 abril 2018 10:42

Congresso Diocesano para os Jovens decorre de 29 de junho a 1 de julho em São Miguel

O Congresso Diocesano para os Jovens vai acontecer de 29 de junho a 1 de julho, na ilha São Miguel. Um evento proposto pela Diocese de Angra com o objetivo de analisar o que os jovens pretendem da igreja. 

 

O congresso insere-se no Sínodo dos Bispos sobre a juventude, que vai decorrer, em outubro, em Roma. O Sínodo tem como finalidade escutar e dar protagonismo ao que jovens precisam na igreja. 

 

Norberto Brum, padre responsável pela pastoral juvenil, em entrevista à Atlântida, explicou qual a finalidade do congresso. 

 

“Sentimos na nossa Diocese a necessidade de escutar, refletir e comprometer-nos com os jovens em  igreja, daí que, dentro deste espírito, achamos por bem - o Senhor Bispo e a Pastoral Juvenil - este ano viver um ano de juventude de forma diferente e culminar num congresso diocesano”, disse. Norberto Brum acrescenta, ainda, que este evento “pretende escutar os jovens, dar-lhes o protagonismo na igreja, refletir e comprometer-nos com eles e são esses os três pilares do congresso”.

 

O responsável pela pastoral juvenil adiantou que a primeira fase do congresso já está a ser realizada com uma auscultação através de um inquérito, dando a oportunidade dos jovens “dizerem da sua justiça acerca da igreja, da pastoral, do que eles sentem, desejam e precisam e o que é que podem fazer como protagonistas desta igreja, como objetivo de refletir juntos, que caminhos, projetos, objetivos e, sobretudo, que necessidades e como envolver os jovens na vida pastoral da nossa diocese”. 

 

Do programa faz parte a ordenação de um sacerdote, um concerto de música religiosa, com Claudine Pinheiro e conta, ainda, com trabalhos de reflexão e aprofundamento de diversos temas. No final será elaborado o “guia de orientação prático para a vida da nossa diocese”.

 

O padre referiu, também, que este congresso destina-se a todos os jovens da diocese entre os 16 e os 30 anos, tendo aproveitado a oportunidade de convidar todos os jovens a participar. “Envolvam-se, participem, deem o seu contributo, digam da sua justiça por relação à igreja, à vida da própria comunidade, mas, que não seja só, exigir à igreja, da parte da hierarquia ou  dos serviços da Diocese, que seja um desafio de cada um assumir a sua tarefa e do seu papel e ser protagonista de uma transformação”, disse o pároco. O responsável pela pastoral juvenil espera que “estes dias sejam para todos um momento de especial encontro, animação, vivência da fé e, sobretudo, seja um desafio a mais e melhor igreja e juventude que os jovens digam, mas, também, que sejam aquilo que é necessário que sejam”, sublinhando que o “convite é para todos e que venham e estejam e vivam connosco e  que sejamos protagonistas de uma transformação que tanto desejamos”.

 

As inscrições poderão ser feitas através da paróquia de residência ou através do site e facebook da pastoral juvenil, tendo um custo 10 euros.

 

O evento vai decorrer de 29 de junho a 1 de julho, em vários pontos da maior ilha açoriana. 

 

Questionado sobre se os jovens estão afastados da igreja, o pároco frisou que “se for pela participação nas eucaristias e celebrações da igreja verificamos que estão afastados, só que a participação dos jovens não é apenas, nem só,  na parte litúrgica, mas também envolvem-se na parte social, na parte caricativa das comunidades, nos grupos de jovens e envolvem-se em tantas situações da vida da igreja e, de facto, fazem-se presentes”, havendo, apenas, uma “participação intermitente”.. Um evento proposto pela Diocese de Angra com o objetivo de analisar o que os jovens pretendem da igreja. 

 

O congresso insere-se no Sínodo dos Bispos sobre a juventude, que vai decorrer, em outubro, em Roma. O Sínodo tem como finalidade escutar e dar protagonismo ao que jovens precisam na igreja. 

 

Norberto Brum, padre responsável pela pastoral juvenil, em entrevista à Atlântida, explicou qual a finalidade do congresso, afirmando que “sentimos na nossa Diocese a necessidade de escutar, refletir e comprometer-nos com os jovens em igreja, daí que, dentro deste espírito, achamos por bem - o Senhor Bispo e a Pastoral Juvenil - este ano viver um ano de juventude de forma diferente e culminar num congresso diocesano”, disse. Norberto Brum acrescenta, ainda, que este evento “pretende escutar os jovens, dar-lhes o protagonismo na igreja, refletir e comprometer-nos com eles e são esses os três pilares do congresso”.

 

O responsável pela pastoral juvenil adiantou que a primeira fase do congresso já está a ser realizada com uma auscultação através de um inquérito, dando a oportunidade dos jovens “dizerem da sua justiça acerca da igreja, da pastoral, do que eles sentem, desejam e precisam e o que é que podem fazer como protagonistas desta igreja, como objetivo de refletir juntos, que caminhos, projetos, objetivos e, sobretudo, que necessidades e como envolver os jovens na vida pastoral da nossa diocese”. 

 

Do programa faz parte a ordenação de um sacerdote, um concerto de música religiosa, com Claudine Pinheiro e conta, ainda, com trabalhos de reflexão e aprofundamento de diversos temas. No final será elaborado o “guia de orientação prático para a vida da nossa diocese”.

 

O padre referiu, também, que este congresso destina-se a todos os jovens da diocese entre os 16 e os 30 anos, tendo aproveitado a oportunidade de convidar todos os jovens a participar. 

 

“Envolvam-se, participem, deem o seu contributo, digam da sua justiça por relação à igreja, à vida da própria comunidade, mas, que não seja só, exigir à igreja, da parte da hierarquia ou  dos serviços da Diocese, que seja um desafio de cada um assumir a sua tarefa e do seu papel e ser protagonista de uma transformação”, disse o pároco. O responsável pela pastoral juvenil espera que “estes dias sejam para todos um momento de especial encontro, animação, vivência da fé e, sobretudo, seja um desafio a mais e melhor igreja e juventude que os jovens digam, mas, também, que sejam aquilo que é necessário que sejam”, sublinhando que o “convite é para todos e que venham e estejam e vivam connosco e  que sejamos protagonistas de uma transformação que tanto desejamos”.

 

As inscrições poderão ser feitas através da paróquia de residência ou através do site e facebook da pastoral juvenil, tendo um custo 10 euros.

 

O evento vai decorrer de 29 de junho a 1 de julho, em vários pontos da maior ilha açoriana. 

 

Questionado sobre se os jovens estão afastados da igreja, o pároco frisou que “se for pela participação nas eucaristias e celebrações da igreja verificamos que estão afastados, só que a participação dos jovens não é apenas, nem só,  na parte litúrgica, mas também envolvem-se na parte social, na parte caritativa das comunidades, nos grupos de jovens e envolvem-se em tantas situações da vida da igreja e, de facto, fazem-se presentes”, havendo, apenas, uma “participação intermitente”.

Informação Adicional

  • Fonte: Rádio Atlântida
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. Liam Payne feat. Rita Ora
For You
2. Imagine Dragons
Whatever it takes
3. Portugal. The Man
Feel it Still
4. Dua Lipa
IDGAF
5. James Bay
Wild Love
6. P!nk
What About Us
7. Ed Sheeran
Perfect
8. Ofenbach
Katchi
9. The Code
Vai
10. Calum Scott
You are the Reason

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores