Radio Atlântida

sexta, 02 fevereiro 2018 10:50

Unidade de Oncologia Médica do Hospital de Ponta Delgada registou 425 novos doentes

Em 2017 foram admitidos na Unidade de Oncologia Médica 425 novos doentes, sendo que na região foram ultrapassados os 1 000 novos casos, embora exista casos malignos que não necessitam de tratamento medicamentoso, revela o responsável pelo serviço de Oncologia do Hospital Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada.

 

Rui San-Bento, em entrevista à Atlântida, no âmbito do Dia Mundial do Cancro, que se assinala este domingo, diz, ainda, que “desses novos casos, 89 doentes têm tumores malignos da mama e 63 têm cancro do pulmão”.

 

O médico afirma que “as taxas de sobrevida têm vindo a melhorar significativamente”, embora haja doenças oncológicas que ainda têm grandes taxas de mortalidade.

 

“As taxas de sobrevida têm vindo a melhorar significativamente e, para tumores muito frequentes (como é o caso do cancro da próstata e da mama) as taxas de sobrevida, aos cinco anos, ultrapassam quatro em cada cinco atingidos pela doença o que já não tem aquele caráter fatídico que havia antigamente. As pessoas pensavam que o diagnóstico de cancro era igual a morte certa, isto já não se verifica hoje em dia para a maioria das doenças oncológicas. Outras ainda têm uma mortalidade exagerada e, nesse sentido, as doenças oncológicas são a segunda causa de morte no nosso país e no ocidente”.  

 

O responsável pelo serviço de oncologia revela que, embora sejam dados referentes ao quinquénio 2007 – 2012, os cancros que aparecem com maior frequência nos homens são os da próstata e do pulmão, enquanto que nas mulheres são os tumores da mama e do cólon e reto. 

 

Rui San-Bento afirma que, ao longo dos anos, o número de casos de cancro vai aumentar, afirmando que “não temos dúvida nenhuma de que o número de novos casos vai aumentar significativamente. Claro que não é só a idade que influencia isso, há outros aspetos da nossa vida que podem estar a influenciar estes aumentos de incidência, nomeadamente os agentes ambientais, aspetos relacionados com a nossa alimentação – esta sim é indispensável – mas outros aspetos relacionados com consumos de substâncias que categoricamente podemos considerar nocivas para a saúde e, no caso da oncologia, em especial o tabaco”. 

 

Para assinalar este dia, o Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro vai organizar diversos eventos em várias ilhas do arquipélago. 

 

Esta sexta-feira, as Lajes do Pico recebem o evento musical “Sente, Música Açoriana e Portuguesa”.

 

No sábado, na Terceira, acontece uma palestra “Dia Mundial do Cancro”, enquanto que no domingo, vai decorrer, no Faial, um trail e caminhada solidários. 

 

Estes eventos pretendem unir a população em torno da luta contra o cancro. Destinam-se a salvar vidas humanas, através da sensibilização e da educação e representa uma tentativa de criar oportunidades para se falar de cancro, focando diversas temáticas ligadas à doença.

 

4 de fevereiro, foi a data foi definida, no ano 2000, pela União Internacional Contra o Cancro, para oficializar a luta contra a doença.

Informação Adicional

  • Fonte: Rádio Atlântida
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. Liam Payne feat. Rita Ora
For You
2. Imagine Dragons
Whatever it takes
3. Portugal. The Man
Feel it Still
4. Dua Lipa
IDGAF
5. James Bay
Wild Love
6. P!nk
What About Us
7. Ed Sheeran
Perfect
8. Ofenbach
Katchi
9. The Code
Vai
10. Calum Scott
You are the Reason

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores