Imprimir esta página
sexta, 12 janeiro 2018 16:09

Docentes dos Açores ficarão "sempre" em vantagem, afirma Avelino Meneses

Docentes dos Açores ficarão "sempre" em vantagem, afirma Avelino Meneses Gacs

O Secretário Regional da Educação e Cultura afirmou hoje, em Ponta Delgada, que, em termos de recuperação de anos de serviço, os docentes dos Açores, “independentemente” daquilo que vier a ser acordado em termos nacionais,  ficarão “sempre em vantagem”.

 

Avelino Meneses, questionado pelos jornalistas à margem da reunião do Conselho Coordenador do Sistema Educativo Regional, adiantou que essa “vantagem” se deve ao facto de a carreira docente ser “mais favorável” nos Açores, porque “está desprovida de quotas” para efeitos de progressão.

 

Durante este ano, em matéria de carreiras, dado o descongelamento em vigor desde 1 de janeiro, vão progredir cerca de 2.000 professores, a maioria dos quais com efeitos retroativos ao primeiro dia do ano, frisou Avelino Meneses.

 

  

O titular da pasta da Educação reafirmou ainda que, relativamente à recuperação de tempo de serviço, os Açores alinharão com a "solução nacional” que sairá das negociações que estão a decorrer entre o Ministério da Educação e os sindicatos dos professores.

 

Por outro lado, no âmbito dos trabalhos do Conselho Coordenador do Sistema Educativo, Avelino Meneses afirmou estar “relativamente animado” com os resultados “encorajadores” já alcançados com o programa de promoção do sucesso escolar ProSucesso.

 

Para o Secretário Regional da Educação e Cultura ,as avaliações interna e externa ao ProSucesso, que está no seu terceiro ano de execução, apontam para um aumento das taxas de transição desde o 1.º Ciclo de ensino ao secundário, bem como uma melhoria de resultados no arquipélago e “um ligeiro” encurtamento de distância face às médias nacionais.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs

Itens relacionados