Imprimir esta página
sexta, 15 dezembro 2017 16:01

Plano Estratégico para a Agricultura Biológica nos Açores inicia discussão pública em março de 2018 anuncia João Ponte

Plano Estratégico para a Agricultura Biológica nos Açores inicia discussão pública em março de 2018 anuncia João Ponte Gacs

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, anunciou hoje que até ao final de março de 2018 será colocada a discussão pública a Estratégia Regional para o Desenvolvimento da Agricultura Biológica e o plano de ação para produção e promoção de produtos biológicos nos Açores.

 

“Este plano vai traçar o rumo da agricultura biológica nos próximos anos na região. Está a ser desenvolvido com a colaboração de parceiros deste modo de produção”, afirmou João Ponte, após uma reunião com a Direção da Associação de Produtores e Consumidores de Agricultura Biológica da Ilha do Faial – Trybio, na ilha do Faial.

 

O governante explicou que a produção em modo biológico nos Açores tem ainda um “peso residual”, mas fruto do empreendedorismo dos produtores tem vindo a crescer nos últimos anos, sobretudo ao nível hortícola.

 

O anuncio da produção de leite biológico e a intenção de carne bovina biológica permitirá, também, um novo ciclo de crescimento deste modo de produção no arquipélago.

 

“Estas iniciativas e projetos dão-nos uma perspetiva muito positiva quanto ao futuro”, disse João Ponte, frisando que os Açores, pelas suas características naturais, “têm todas as condições para liderar neste modo de produção”.

 

A Região passou de 22 produtores em 2005 para 84 em 2016, correspondendo a uma área que de 68 hectares cresceu para 660 hectares no mesmo período.

 

Para o Secretário Regional a agricultura biológica é um subsetor emergente, que valoriza o ambiente, certifica a qualidade alimentar, promove a diversificação agrícola, premia a sustentabilidade dos solos e conserva a biodiversidade.

 

João Ponte destacou, ainda, que a Comissão Europeia, na comunicação recente que fez sobre o futuro da Política Agrícola Comum (PAC) pós 2020, “dá nota positiva e reforça o papel que caberá à agricultura biológica no futuro”.

 

No documento ontem entregue ao Ministro da Agricultura, com os contributos dos Açores para a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) Pós 2020, o Secretário Regional da Agricultura e Florestas referiu que também é reforçada a importância, de no futuro da PAC, haverem medidas com vista ao reforço da agricultura biológica.

 

“Estamos todos a trabalhar no mesmo sentido, para o crescimento sustentável da agricultura em modo biológico”, frisou o governante açoriano. 

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs

Itens relacionados