Radio Atlântida

quarta, 06 dezembro 2017 17:07

Professores em greve de 3 a 5 de janeiro

Professores em greve de 3 a 5 de janeiro Rádio Atlântida

O Sindicato Democrático dos Professores dos Açores (SDPA) anunciou hoje uma greve de  docentes e educadores de infância do ensino público, particular, cooperativo e solidário da Região entre 3 e 5 de janeiro.

O anúncio foi feito por José Gaspar, presidente daquele sindicato, em conferência de imprensa, em Ponta Delgada. 

 

Em novembro passado, o sindicalista já tinha admitido a convocação da paralisação para o mês de janeiro do próximo ano, caso não fossem reconhecidas pelo governo regional as reivindicações ao nível da carreiras. 

 

 

“A questão da carreira e é, no essencial, em torno das questões da carreira que estamos a falar. De acordo com aquilo que está estabelecido no estatuto do pessoal docente da Região, o percurso em carreira dos professores e dos educadores de infância é um percurso de 34 anos e aquilo que nós,efetivamente, defendemos é que não seja letra de lei que o cumprimento da duração da carreira seja efetivamente de 34 anos e não como o que vai acontecer a partir de janeiro de 2018, que vamos todos começar a ter, na prática, a vivência de uma carreira de 44 anos”. O sindicalista explica “porque daqui decorre um prejuízo de três anos, por via das normas de transição da anterior estrutura da carreira para a nova estrutura da carreira e decorre um prejuízo de sete anos que é precisamente o período de tempo em que as progressões em carreira e as valorizações renumeratórias foram um impedimento”. José Gaspar reforça ainda que “da soma destes três anos, por um lado, e mais sete por outro decorre um prejuízo de 10 anos e a carreira converte-se numa carreira de 44 anos”.

 

Quanto à postura que o Governo Regional teve após a reunião, José Gaspar referiu que este não pode aguardar pelo processo que está em curso no continente por ter apenas uma reivindicação similar e a Região tem autonomia para legislar. 

 

“Entre as matérias que temos aqui e que estão explanadas que são matérias que motivam esta greve, apenas uma das questões é similar àquilo que está em curso no Continente, que é a questão da consideração do tempo de serviço congelado.” O dirigente sindicalista refere ainda que “ nós temos aqui oito questões que motivam esta greve e dessas oito questões apenas uma é similar e mesmo com nuances”. José Gaspar afirma, ainda que “no entender do SDPA o governo da Região Autónoma dos Açores  tem competência para, efetivamente, tratar destas questões. É preciso lembramos que temos um estatuto do pessoal docente próprio, aprovado, negociado ao nível da Região Autónoma dos Açores e, portanto, estas matérias, que são matérias que carecem de um processo de negociação coletiva, têm de ser negociadas ao nível da Região", afirmou o sindicalista.

 

O responsável adiantou, ainda, que a greve poderá ser desconvocada, mas só se obtiver resposta até ao Natal. Caso contrário, irão apelar à paralisação.

 

José Gaspar referiu, ainda, que caso “não haja abertura de um processo negocial” o sindicato partirá para outro tipo de manifestações, assegurando que poderão apelar à greve a reuniões. 

Informação Adicional

  • Fonte: Rádio Atântida
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. Ruben Portinha ft. Cherry
Gostei de te ver
2. Caelum
Falta-me a Força
3. Matay
O que tu dás
4. Alberto Índio
Quando Ela Dança
5. Fernando Daniel
Espera
6. Filipe Frazão
Para sempre lembrar
7. João Pedro Pais
Faz Tempo
8. Portugal The Man
Feel it Still
9. Anjos
Para Longe
10. Diogo Piçarra
Só existo contigo

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores